This page has moved to a new address.

Editora Artpensamento

Editora Artpensamento: 25 Setembro 2011

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: A TERRA PEDE SOCORRO

O livro infantil A Terra pede socorro lançado em 2010 está na sua segunda tiragem, principalmente graças às parcerias que a Editora Artpensamento tem feito com professores e escolas, as quais têm utilizado o livro juntamente com o Projeto Educação Ambiental e Cidadania elaborado pela equipe pedagógica da Editora.




Confira alguns assuntos do livro:

O PLANETA DESTRUÍDO


A POLUIÇÃO DAS ÁGUAS


A DESTRUIÇÃO DOS CAMPOS


O DESMATAMENTO, AS QUEIMADAS E A CHUVA ÁCIDA 


O EFEITO ESTUFA


PASSEIOS NA NATUREZA


RECICLAR PARA BRINCAR


PLANTAR PARA AMAR A NATUREZA


MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O LIVRO NO PROJETO "EDUCAÇÃO AMBIENTAL E CIDADANIA" DISPONÍVEL NO LINK http://www.youblisher.com/p/114831-Projeto-Educacao-Ambiental/

Marcadores: ,

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Pestalozzi e o método com a natureza

Segue um texto de Pestalozzi falando sobre o método de ensinar geografia com a natureza.

Fica claro o processo educacional partindo da percepção e observação do concreto, partindo para a construção e por mim compreendendo o abstrato.

"Era no terreno que nós aprendíamos as primeiras lições de geografia. Um estreito vale nos arredores de Yverdon, no fundo do qual corre o Buron, era o ponto para onde de começo nos dirigíamos. Tínhamos,
então, de contemplá-lo no seu conjunto e nas suas particularidades até que tivéssemos a intuição justa e completa do todo. Agora cada um de nós ia tirar punhados de um barro que ali existia, e com ele enchíamos as cestas que havíamos levado para esse fim. De volta ao castelo, tomávamos os lugares que se nos haviam indicado diante de longas mesas, para moldar em argila o vale que havíamos observado. Nos dias seguintes, novas excursões e novas explorações, cada vez mais extensas que tinham como consequência a ampliação do nosso trabalho.

Assim íamos indo até que ficasse terminado o estudo da bacia do Yverdon e nós pudéssemos, do alto do Montéla, abarcar-lhe o conjunto. Dávamos, então, por acabado o nosso mapa em relevo, e era tempo de
passarmos à carta geographica, para cuja compreensão nos havíamos preparado."

( In: Proença, [19..] p. 49 ( sic), apud Zanatta, 2010, p. 3).

Marcadores:

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Projeto de Educação Ambiental no Centro Educacional Curumim

O Centro Educacional Curumim de Uberlândia-MG adotou o Projeto Educação Ambiental elaborado pela equipe pedagógica da Editora Artpensamento, o qual acompanha o livro infantil A Terra pede socorro lançado em 2010.
Em breve teremos mais novidades sobre o trabalho desenvolvido pelos professores e alunos da Escola.

O Projeto está disponível gratuitamente para todos aqueles que se interessarem por uma proposta de educação integral.

http://www.youblisher.com/p/114831-Projeto-Educacao-Ambiental/

Marcadores:

ESCOLA EURÍPEDES BARSANULFO – ONDE O AMOR E A NATUREZA SÃO A APRENDIZAGEM

A Escola Eurípedes Barsanulfo está localizada na cidade de Sacramento-MG. Foi criada no ano de 1975 por Corina Novelino e Dr. Tomás Novelino com o objetivo de dar continuidade ao programa educacional desenvolvido no Colégio Allan Kardec (fundado em 1907) pelo Professor Eurípedes Barsanulfo.


Eurípedes Barsanulfo desenvolveu o método de ensino a partir de dois pilares: o Evangelho de Jesus- aplicado como a norma ética ao pensamento e às ações dos alunos - e a metodologia de Pestalozzi - desenvolvendo toda a aprendizagem a partir da natureza.


A Escola Eurípedes Barsanulfo conta anos de prática pedagógica junto ao trabalho iniciado pelo professor Eurípedes Barsanulfo, propondo um trabalho a partir da natureza. A partir da década de 1990 a Escola passou a implementar em seu processo educacional a Pedagogia do Amor.


O ensino é realizado a partir de projetos. Não são adotados apostilas ou livros didáticos. Cada ano um novo projeto é organizado de acordo com as necessidades dos alunos, dos professores e de todo corpo escolar. Todo projeto é estruturado em ensinamentos morais e espirituais que vão sendo vivenciados ao longo do semestre por toda a Escola.


A partir do projeto, todas as aulas e conteúdos são construídos pelos professores. A aprendizagem do aluno é toda focada na observação, na percepção, na experimentação junto à natureza. Somente após a utilização do recurso da natureza, os alunos são levados para a sala de aula e dão continuidade ao que puderam perceber relacionando suas observações com o conteúdo a ser estudado.

Segue uma entrevista realizada pela pedagoga Irene Elisabete Ginês Barbosa com a coordenadora pedagógica da Escola Eurípedes Barsanulfo Alzira Bessa França Amui.



A DOUTRINA ESPÍRITA E A ESCOLA EURÍPEDES BARSANULFO


Todos os princípios da doutrina estão presentes na escola- os princípios reencarnacionistas, os princípios da caridade, os princípios da mediunidade -, quando nós trabalhamos e mostramos a sintonia para as crianças, a vigilância dos pensamentos, os princípios que fundamentam a estrutura do Ser, o pensamento e a vontade, os centros de forças, o perispírito nas aulas de ciências, a condução do pensamento da criança na base de estrutura que é o Evangelho. Então, toda a proposta pedagógica, todo esse trabalho, todos os textos são cuidadosamente, olhados por esse lado.


Por exemplo, nós trabalhamos muito com as fábulas de Monteiro Lobato, por ser uma cultura que nós temos. A interpretação que nós fazemos é que vai buscar essa estrutura, por exemplo o que a fábula traz dentro da moral.


A Doutrina Espírita é o pano de fundo da estrutura da educação [...] mas ela não pode ter a visão de que eu vou educar passando a Doutrina Espírita para as pessoas, eu não posso fazer isso, porque aí seria um desrespeito a individualidade do Ser. Deve-se ampliar sua capacidade de perceber, pensar e sentir, em relação ao mundo e não em relação a uma doutrina.



A PROPOSTA PEDAGÓGICA


A proposta pedagógica da Escola Eurípedes Barsanulfo está enquadrada na LDB, plenamente, não tem nada que foge dela. A estrutura pedagógica da escola é supervisionada pela rede estadual, nada foge, mesmo porque o aluno que sai daqui terá que ter acesso a outra escola. Agora, o que difere aqui é a metodologia, chamada de Metodologia do Amor.

É a metodologia que modifica a forma de trazer os conteúdos, dentro da proposta pestalozziana, onde é dada a oportunidade ao aluno de criar, observar, experimentar, analisar, refletir para em seguida desenvolver o raciocínio lógico. [...] A escola é assim, fundamentada inteiramente na LDB e segue todo sistema de ensino implantado pelo estado de Minas Gerais.




O PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO


O processo de alfabetização está dentro da Metodologia do Amor. Cada classe tem um processo de alfabetização. O professor vai levar os alunos para a natureza e vai perguntar o que eles gostariam de aprender. “Nós vamos começar com as folhas, com os frutos com as sementes, com a terra, o que vocês preferem?”


Cada classe trabalha de acordo com a escolha das crianças. De repente uma classe quer trabalhar com a fruta, outra com a folha, outra quer aprender sobre o sol, e assim vai. É a partir daí que nós vamos abrindo o campo do processo de alfabetização e, ao lado disso, os alunos constroem, uma cartilha que a gente chama de Cartilha do Bem, em que toda construção do aluno é passada para essa cartilha, e no final do ano ele tem um livro feito por ele.


Na nossa Escola não tem uma cartilha, não tem nada que, “olha tem que seguir isso, isso e isso”. Nada aqui na nossa Escola é pronto, tudo tem que saber como que faz.


Aprendendo e fazendo, a criança tem que pensar tem que concluir, elaborar idéias.


A gente aqui tem uma flexibilidade muito grande, nós trabalhamos com o processo interdisciplinar e dentro desse processo os conteúdos são dados na medida em que eles são pedidos pelo aluno.




O OLHAR DE EURÍPEDES E O OLHAR DA ESCOLA EURÍPEDES BARSANULFO SOBRE OS ALUNOS


Eurípedes tratava o aluno como esse Ser que traz múltiplas experiências e essa multiplicidade experiências nós só vamos conseguir compreender por uma visão reencarnacionista e sem essa visão nos limitamos a capacidade do indivíduo, e também não vemos sentido para que haja uma busca progressiva do conhecimento.


No processo de educação eu tenho que olhar o aluno na sua individualidade e o que dá característica a essa individualidade são as experiências que ele viveu, que são as potencialidades que ele traz, que tem diferentes níveis e que eu tenho que reconhecer que dentro dessas potencialidades estão implícitos as suas habilidades, as suas necessidades, as suas esperanças que comprometem ou não o trabalho de educação.


Quer dizer, se eu vejo o aluno só como corpo físico, como você dar um princípio de educação pro aluno com esperança de que ele melhore? Então, eu não vejo, eu não sei outro caminho que não seja esse, que você vai mostrar a individualidade do Ser que é composta de personalidade, formação dos sentimentos e capacidade de expressão do pensamento, a potencialidade do Ser, o princípio da evolução e isso está pautado no processo reencarnacionista.


Pra que eu possa falar da reencarnação, eu tenho que mostrar pras crianças as habilidades, as aptidões delas, de onde vem. A individualidade nossa é isso, são os traços que o Ser Espiritual traz. A Doutrina Espírita fundamenta essa educação, então ela tem que estar presente.




SOBRE A ARTE NA ESCOLA


A escola se apóia numa educação através da arte, voltada para o Ser espiritual, quando as crianças desenvolvem todo o trabalho criativo e este trabalho é apresentado toda sexta-feira, no Momento da Arte.


A arte é desenvolvida aqui como um todo para atender as potencialidades do Ser e as habilidades que se diversificam. Então, nós temos a arte na expressão oral, temos pequenas peças que as crianças fazem e desenvolvem e são montadas por elas durante as aulas, através da criação de textos, de personagens e suas personalidades.


Todos os personagens são criados pelas crianças, dando vida aos personagens, aplicando os conceitos que eles aprendem em sala de aula, o que hoje tem transformado isso em livros.


Nós temos visto dentro do Momento da Arte a música que as crianças têm criado, fazendo composição das letras. Com esse trabalho nós estamos vendo que muitas crianças estão desenvolvendo outros campos da arte, pelo sentimento que elas têm trabalhado, estão desenvolvendo, por exemplo, a pintura em tela. Essa educação dá liberdade ao pensamento e para que eu possa ter liberdade de pensar, eu tenho que ter liberdade de criar. Esse é o melhor trabalho que Eurípedes deixou em relação à arte.




SOBRE A AVALIAÇÃO

É uma avaliação contínua, onde o aluno é observado diariamente e com registros, onde as observações sejam recursos para atender as necessidades das crianças. Nós vamos observando as reações do aluno e são feitos os registros, de montagens de fichas e relatórios, em várias áreas, se for o pré-escolar, trabalhamos muito com a área psicomotora, a área afetiva, vai depender da programação que estiver sendo dada para o aluno.


Hoje temos uma avaliação escrita mensal e bimestral, porque estamos com uma parceria com a prefeitura. Como a prefeitura pede nota, então a gente tem uma avaliação pra devolver ao sistema o resultado, mas na verdade, para nós, os resultados não está expressos nas notas, mas no acompanhamento que o professor faz durante a aula, por exemplo, criar uma produção de texto em cima de um conteúdo que foi apresentado.


Todas as informações que as crianças precisam de geografia, história, ciências, se puderem ser criadas por elas, como por exemplo, da rua, bairro, cidade, que está inserido no conteúdo dela, isto é criado por ela, isto é feito um texto coletivo com a participação de cada aluno. É muito comum o professor usar os melhores textos feito por outras séries na avaliação da sua sala.


A escola não adota livros, por exemplo, para estudar o Brasil as crianças têm que buscar leituras informativas pesquisas, em cima disso que se constrói os textos do conteúdo que precisa ser visto. Aqui nós trabalhamos a avaliação qualitativa, abrangendo a parte emocional, a parte do sentimento, aquilo que realmente a criança produz. Então é uma avaliação bem mais ampla.

EM NOVEMBRO DE TODO O ANO A ESCOLA REALIZA O ENCERRAMENTO DO PROJETO DESENVOLVIDO, ABRINDO A ESCOLA PARA VISITAÇÃO DAS EXPOSIÇÕES REALIZADAS E LANÇAMENTO DO LIVRO COM AS CRIAÇÕES QUE AS CRIANÇAS FIZERAM DURANTE O ANO.
ESTE ANO O PROJETO FOI "EDUCAR COM ARTE". 

Marcadores: