This page has moved to a new address.

Editora Artpensamento

Editora Artpensamento: 22 Maio 2011

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Pestalozzi: O que é Educação?

Pestalozzi foi um grande educador suíço, pioneiro da reforma educacional do século XIX. Foi pedagogo, diretor e fundador de escolas.

Nasceu em 1749 e morreu 1827. Seu trabalho é referência para a compreensão e aplicação da educação integral.
Desenvolveu uma prática pedagógica na qual a criança não era vista apenas como um receptor de conhecimentos.

Sua preocupação era o desenvolvimento de todas as capacidades das crianças e, para isso, estimulava o autoconhecimento, para que a formação do Ser se iniciasse na construção e compreensão dos seus sentimentos, isto é, faculdades morais, e depois se ampliasse para a inteligência e capacidades físicas.

Nessa percpectiva, Pestalozzi acreditava que pouco adiantaria a criança obter apenas conhecimentos intelectuais e toda a habilidade técnica, se não se autodeterminar para o bem, utilizando as suas potencialidades em benefício do próximo.

O trabalho de Pestalozzi é um exemplo a ser estudado e aplicado dentro das necessidades atuais que a educação vem mostrando, porque ele não apenas pesquisou e elaborou uma teoria de prática pedagógica, mas foi construindo a prática com a sua própria vivência como educador.

Nas palavras de Pestalozzi...O que é educação?

"Minha convicção e meu objetivo eram um só. Na verdade, eu pretendia provar, com minha experiência, que as vantagens da educação familiar devem ser reproduzidas pela educação pública e que a segunda só tem valor para a humanidade se imitar a primeira.
Aos meus olhos, ensino escolar que não abranja todo o espírito, como exige a educação do homem, e que não seja construído sobre a totalidade viva das relações familiares conduz apenas a um método artificial de encolhimento de nossa espécie.
Toda a boa educação exige que o olho materno acompanhe, dentro do lar, a cada dia, a cada hora, toda a mudança no estado de alma de seu filho, lendo-o com segurança nos seus olhos, na sua boca, na sua fronte. E exige essencialmente que a força do educador seja pura força paterna, animada pela presença, em toda a extensão, das circunstâncias familiares.
Sobre isso eu construí. Que o meu coração estava preso às crianças, que a sua felicidade era a minha felicidade, a sua alegria a minha alegria - elas deviam ler isso na minha fronte, perceber isso nos meus lábios, desde manhã cedinho até tarde da noite, a cada instante do dia.
O homem quer o Bem com tanto gosto, a criança tem tanto prazer em abrir os ouvidos para o Bem! Mas ela não o quer por ti, professor, ela não o quer por ti, educador, ela o quer por si mesma. O Bem, para o qual deves conduzi-la, não deve ter nenhuma relação com os teus caprichos e com as tuas paixões.
É preciso que a natureza da coisa seja boa em si e pareça boa aos olhos da criança. Ela precisa sentir a necessidade da tua vontade, conforme sua situação e suas carências, antes que ela queira a mesma coisa.
Ela quer tudo o que a torna amável, tudo o que lhe traz reconhecimento, tudo o que excita nela grandes expectativas, tudo o que nela gera energia, que a faça dizer: "Eu sei fazer".
Mas toda essa vontade não é produzida por palavras, e sim pelos cuidados que cercam a criança e pelos sentimentos e forças gerados por esses cuidados. As palavras não produzem a coisa em si, mas apenas o seu significado, a sua consciência".

(Trecho da "Carta de Stans", descrevendo o trabalho realizado num orfanato, em 1799).



Marcadores:

Desenho animado sobre temas ambientais

Primeira série de animação brasileira trata de temas ambientais e faz sucesso na TV


Esta é mais uma iniciativa muito importante para a formação das nossas crianças.
As crianças tem um novo herói. Ele tem nadadeiras, usa aparatos de astronauta para se manter fora d’água e resolve mistérios relacionados à preservação ambiental. Ele é o Peixonauta, protagonista da primeira série de animação brasileira para a TV, criação da produtora independente TV PinGuim. Em mares dominados por produções estrangeiras, o Peixonauta é o programa mais assistido por crianças na TV a cabo em seu horário.
O peixinho agente-secreto trabalha para a Ostra (Organização Secreta para Total Recuperação Ambiental) e com a ajuda de seus amigos – a esperta Marina, de 7 anos, que sabe tudo sobre ecologia e o atrapalhado Zico, o macaco que sempre mostra seu lado rebelde – resolve casos como o das bolhas de detergente no lago e o do óleo no mar.
O desenho é exibido no Brasil e na América Latina pelo Discovery Kids e dobrou o ibope do canal na sua faixa de horário (das 19h30 às 20h), além de ser sintonizado por 41% a mais de espectadores que o restante da programação, que conta com fenômenos internacionais como "Backyardigans" e “Hi-5”.
Esse ano o Peixonauta vai invadir a telona com um filme para ser visto em 3D. Em setembro, o personagem também chega aos palcos paulistanos e depois parte para uma temporada teatral no Rio.





(Com informações da Folha de S.Paulo)

Marcadores: